Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Santiago é Cruzeiro...Bola na Rede!
14 de Julho de 2017 às 14:40
Cruzeiro de Santiago fundado em 6 de maio de 1967, e foi fundido a 20 de maio de 1975 com o Riachuelo.
Cruzeiro de Santiago fundado em 6 de maio de 1967, e foi fundido a 20 de maio de 1975 com o Riachuelo.

Não tem como não sentir saudade quando a gente se volta ao passado, onde testemunhamos fatos que envolveram seres humanos e quando esses se tornaram parte da história. Refiro-me aqui ao tempo em que o Cruzeiro de Santiago disputou bravamente da Segunda Divisão de Profissionais fazendo parte da Chave Fronteira, quando profissionalizou-se em 1984. Eram duras as disputas onde o nosso "Cruzeirinho" assim chamado carinhosamente, enfrentava equipes de Rosário, São Gabriel, Livramento, Passo Fundo, Carazinho, Erechim, Farroupilha, Rio Grande, Pelotas.

Era preciso, claro, dar cobertura ao evento, afinal, tínhamos um representante no cenário futebolístico. Olha o carinho de saudosos amigos que muito ajudaram a levar ao lugar de merecimento a equipe estrelada santiaguense. Certo dia, Antonio Manoel Gomes Palmeiro chegou ao Diretor da Rádio Santiago, senhor Jaime Medeiros Pinto e disse: Jaime temos que transmitir esses jogos e já temos a equipe pronta pra entrarmos em campo: O Oliveira será o narrador, o Paulo Cardoso será o repórter, eu serei o comentarista e o Dr. José Francisco Gorski, " Chicão" será o primeiro patrocinador da jornada esportiva. Tudo certo, fomos à luta. Pela primeira vez lá estava eu narrando futebol de campo no rádio, sendo que mais tarde transmitimos também a série Bronze, série prata e futsal pelo Estado, etc.

Cada final de tarde, eu ia ao estádio Alceu Duarte de Carvalho fazer a cobertura dos treinos do Cruzeiro com meu gravadorzinho National, que na época era xodó. E como a gente tinha um time representando o município no cenário do futebol, teríamos que ter também um programa sobre esporte. E daí veio o inesquecível "BOLA NA REDE", 20h e 30 min, enfocando entrevistas, inclusive com os trio de arbitragem da Federação Gaúcha que vinham a Santiago. Mas na verdade, a gente ia pela várzea à fora prestigiar os craques anônimos. Descobriam-se assim, nomes que mais tarde se consagrariam com a camisa estrelada.

Um time que era osso duro de roer se chamava 14 de Julho de Livramento, o Leão da Fronteira. Tinha lá um centro avante chamado Ricardão que não era tarefa fácil parar o atacante. Só que não tem como esquecer uma defesa formada por Papalia e Paulo Bandeira como goleiros. Chicão, Tarugo, Paulão e Paulinho Oliveira. Bola, Roque, Rui Fernandes, Claudinho, Pedrinho, entre outros. Em certa oportunidade, o Passo Fundo cogitou contratar o Chicão. Outro fera que vestiu a camiseta do Cruzeiro mais tarde foi Badico e cia.

O Cruzeiro de Santiago fundado em 6 de maio de 1967, e foi fundido a 20 de maio de 1975 com o Riachuelo. "Falando nisso, em 06 de maio de 1984, o Cruzeiro jogava em Livramento contra o 14 de Julho e perdia por 2X0, com dois gols do Ricardão, sendo que a primeira substituição naquela partida feita pelo então treinador Paulo Isidoro foi a entrada do Severo " o Pato" e no final da jornada o plantão de estúdio da Rádio Santiago, Nilton Carlos Mesquita noticiava- Avisamos nossa equipe que deverão retornar por São Borja, pois, a avalanche de chuva que caiu nas últimas horas, derrubou a ponte na Br 287 em Ernesto Alves. Viajamos toda noite sob forte chuva e relâmpagos, aliás, eu o Paulo Cardoso e o Tarugo, no carro do padrinho Barbela. Que saudade do tempo em que me dediquei ao esporte santiaguense. O Cruzeiro licenciou-se lá por 1993 mas tem uma grande história. Esqueci muitos nomes no esporte nessa coluna, com certeza, por isso peço perdão. Me faz relembrar a música do cantor Moacir Franco, num trecho que fala..."Sua ilusão entra em campo num estádio vazio. Ainda na rede balança seu último gol. No campeonato da recordação, faz distintivo no meu coração.... Ah, Meu abraço aos roqueiros, afinal, nesse 13 de julho comemoramos o dia mundial do rock'end'roll. Galeríssima, vaaaleu. 

Por: Oliveira Junior.

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior