Coluna: @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior

Inesquecíveis na radiofonia dos céus
25 de Setembro de 2020 às 07:45
Radialista de corpo, alma e também de coração, Oliveira Junior, entre outros assuntos abordados em sua coluna de hoje, presta uma homenagem a todos os seus colegas de profissão pela passagem do Dia do Radialista.
Radialista de corpo, alma e também de coração, Oliveira Junior, entre outros assuntos abordados em sua coluna de hoje, presta uma homenagem a todos os seus colegas de profissão pela passagem do Dia do Radialista.

Aeee galeríssima ! Rola nos bastidores que em outubro o público voltará aos estádios de futebol com 30% da capacidade dos mesmos. Deduzo que as casas de shows também retomem seus espetáculos, seguindo as mesmas normas.

Fico tentando imaginar o prejuízo para as equipes que disputam Brasileirão, Libertadores, etc. Sim, e as casas de shows? Sempre dizem que pra tudo tem o chamado "jeitinho brasileiro". Do you believe? (Você acredita?) Difícil, não? Santiago tem opções, sim, para espetáculos, shows que vinham fazendo a alegria daqueles que gostam de viver a noite. And now? (E agora?)

Segunda-feira se comemorou o Dia do Radialista. Nossa classe é tão poderosa que a efeméride é comemorada duas vezes no ano: 21 de setembro e 07 de novembro pela lei federal do ano de 2006.

Dessa forma, homenageio na pessoa do amigo Julio Barcelos, o carinha da URI FM e do Santiagonews, a todos meus colegas e ex-colegas, tanto os da Terra dos Poetas quanto os que soltam suas vozes por esse Rio Grande e Brasil afora.

Quantas vozes marcantes na radiofonia santiaguense já estão na pátria espiritual, como os inesquecíveis Luis Antonio Vieira, Nilton Carlos Mesquita, Jaime Medeiros Pinto, Paulo Cardoso, Antonio Manoel Gomes Palmeiro, Valtenor de Almeida, Antonio Luiz Cocentino e Gibelino Minuzzi. E todos foram meus colegas. Que Deus os iluminem na radiofonia dos planos espirituais.

O radialista é quem nem palhaço de circo: até quando chora, ele dá show e arranca aplausos. Agradeço a Deus pela bênção de ainda estar nesse plano, recordando os momentos de pura alegria e quando também chorei de emoção, como por exemplo, no programa "Noite, teu nome é mulher" na Verdes Pampas FM, "A música saudade" na Rádio Osório, do meu saudoso diretor e amigo Pedro Farias e nas despedidas das 22 emissoras nas quais atuei até hoje.

Professor, bacharel, jornalista, colunista, comentarista da rede Jac, mas o microfone pra mim continua sendo o néctar sagrado da felicidade, pois, através dele, a gente cria o inimaginável.

Parabéns meu amigo Marcelo Brum, Deputado Federal e também radialista, "A voz do Campo" pela aquisição da Carreta digital que vem aí com novidades. Estarei nela divulgando o magnífico trabalho que esse excelente político santiaguense/unistaldense vem fazendo e surpreendendo o Rio Grande do Sul a cada dia. Agradeço o grande Marcelo Brum por ter brindado o Hospital Fátima de Flores da Cunha, através desse humilde amigo, com uma verba/Emenda Parlamentar no valor de 443 mil reais. Claro, não resisti, chorei. Gratidão, Marcelo!

Direto da Serra gaúcha, Oliveira Junior.

Mais artigos de @ Serra gaúcha - Por Oliveira Junior